quarta-feira, 31 de julho de 2013

A Little Secret - capítulo 5

Escândalo !



Tomamos um susto com o grito e ficamos em duvida se ele estava vindo do banheiro ou la de fora.

De repente (seu nome) saiu correndo do banheiro com a maior cara de desespero possivel, ela se aproximou da cama que eu e Zayn estávamos e se encolheu.

Niall: Oque aconteceu ? 
(seu nome): No ... Nojento ! - ela fez careta 
Harry: Oque é nojento ? - perguntou curioso 
(seu nome): Por favor tirem de lá ! 
Hanna: Ok, vamos tirar, mas oque tem lá ?
(seu nome): Um sapo enorme ! 

Hanna fez cara de quem não acreditava e os garotos riram, abracei (seu nome) e ela retribuiu. Não sou louco de perder essa chance de abraça-la. Ouvimos um barulho de "hmmmm, protetor !", olhamos e todos estavam com cara de safado nos olhando, (seu nome) ficou com vergonha e se escondeu atrás de mim, eu sorri com sua reação.

Zayn: E está decidido, teremos dois casais este verão ! - todos olharam pra ele
Louis: Dois ? Porque dois ?
Zayn: Ué esqueceram de mim e da Hanna ?

Ele foi para o lado de Hanna e a abraçou, a mesma fez uma cara estranha e o empurrou todos nós rimos, (seu nome) passou para meu lado e me abraçou eu retribui e todos continuaram zoando.

Foi quando Matheus entrou no quarto e é claro que me olhou de cara feia, veio até (seu nome) e a tirou de perto. Não sei bem mas acho que esse cara tem algum problema, porque ele simplesmente acha que (seu nome) é dele e eu tenho certeza que uma hora isso vai me irritar.

Matheus: Porque vc gritou ? - disse a encarando
(seu nome): Ah porque tem um sapo no banheiro ! - ela disse fazendo uma careta que me fez sorri
Matheus: Quer que eu tire ?
(seu nome): Sim, por favor ! - ela sorriu e ele também

Era perceptível que (seu nome) não sentia nada por ele, a não ser amizade, já ele ta na cara, faria ou faz qualquer coisa por ela.

Matheus foi até o banheiro e rapidamente voltou com a mão fechada, chegou perto dela e a mesma deu um pulo quando viu oque havia em sua mão, ela correu novamente pra trás de mim e me abraçou, eu sorri e Matheus com certeza não gostou nada disso.

Niall: Calma (seu nome), é só um sapinho ! - eu virei e a abracei
(seu nome): Não é so um sapinho Niall, é um monstro ! - disse com a cara enfiada no meu peito
Hanna: Eita, parece que a (seu nome) já encontrou alguém que a proteja né Matheus ?

Não pude ver a reação dele, mas tenho certeza que Hanna tinha dito isso pra provoca-lo.

Hanna On.

E com certeza eu estava feliz, provoquei o Matheus e (seu nome) estava abraçada a Niall. Olhando daqui eles até que fazem um casal fofo, combinam. Oque me fez sorrir no meio disso tudo foi o fato de (seu nome) ter medo e correr direto para os braços de Niall, quer dizer, ela da primeira vez viu o sapo e correu pra ele e agora está agarrada como se nunca fosse soltar, isso me deixou feliz.

Matheus: Hanna, porque vc não cala a boca ? - disse com uma cara séria
Hanna: Perdeu playboy ! - eu todos os garotos rimos

E de repente quem faltava entrou, Jenny , seguida por Liam com suas malas. Achei aquela cena ridícula, ele vindo como se fosse seu mordomo e ela a patroa.

Hanna: Jenny entrou e eu senti logo cheiro de peixe ! - (seu nome) e Niall olharam mais continuaram abraçados.
Jenny: Eu vou te ignorar ! - ela tacou os cabelos

Liam encostou as malas da vagaba na cama em que estavam Louis e Harry, eles rapidamente saíram e vieram se sentar comigo.

(seu nome): Porque peixe Hanna ? - perguntou pra provocar e eu sorri
Hanna: Porque piranha desse tipo, exala fedor !

E a gargalhada no quarto foi instantânea, todos se acabaram de rir menos Liam, Jenny e Matheus que continuava com sua cara séria olhando Niall.

Jenny: Escuta aqui sua ... sua .. - ela me olhava de cima a baixo
Hanna: Sem adjetivos ? - arqueei uma sobrancelha  
(seu nome): Toma muito cuidado hein Jenny, se mexer com algum deles vai se ver comigo ! - disse séria
Jenny: E vc acha que eu tenho medo de vc ? - ela foi até (seu nome)
(seu nome): Se não tem, deveria ter !
Jenny: Acho que sua amiguinha ali errou a pessoa, a única piranha aqui é vc !

(seu nome) rapidamente largou Niall e foi pra mais perto dela.

(seu nome): Acho que não sou eu que fico chupando meu padastro !
- OQUE ?














[...]
















segunda-feira, 29 de julho de 2013

A Little Secret - Capitulo 4

A Chegada !



Hanna On.

Saia jeans, blusa branca, casaco rosa e salto alto. Jenny parou co seus óculos escuros em frente ao carro que havia chegado.

" Porra, quando a (seu nome) disse que ela viria eu achei que fosse brincadeira, mas que merda !"

Ela encarava a casa com nojo, retirou seus óculo e seu desgosto era perceptível. Jenny caminhou até mim e parou me olhando de cima a baixo.

Jenny: Onde esta a estranha da minha prima ?
Hanna: Porque vc não vai procurar ! - eu a olhei com  desprezo 

Desde o primeiro momento que nos vimos, foi espontâneo , começamos a nos odiar e não era diferente com (seu nome).

Jenny: Garota vc ...
Hanna: Escuta aqui ! - eu a interrompi - A casa não é sua então, é melhor ficar bem quietinha ! 
Jenny: Quem vc acha que é garota ? - disse com cara de nojo 
Hanna: Eu sou a pessoa que vai acabar com a sua raça se vc continuar com essa marra toda ! 

Falei e fui andando pra dentro enquanto Jenny continuava com sua cara de nada.

Hanna Off.

Liam On.

Era perceptível que Hanna e essa garota que acabou de chegar não se davam nada bem e ao que eu consegui ouvir ela é prima da outra que esta lá dentro. 

Ela veio até nós, ela era bonita incrivelmente bonita, e disse:

- Qual de vcs vai pegar minha malas ? - ficou nos encarando 
Louis: Desculpa, mas ninguém aqui é seu escravo ! 

Louis e os meninos odiavam o tipo de pessoa patricinha, marrenta e que se acha dona de tudo e essa menina se encaixava perfeitamente nesse perfil

- Quem é vc ? - perguntou arrogante 
Louis: A pessoa que está se retirando ! 

Louis virou as costas e foi pra dentro sendo seguido por Zayn, Harry e Niall. " E mais uma vez, sobrou pra mim !" 

Liam: Vamos eu te ajudo ! - eu sorri

Estava seguindo-a até o carro quando puxar assunto.

Liam: Meu nome é Liam ! - disse educado 
- O meu é Jenny ! 

Ela disse rápido e rude o suficiente para que eu entendesse que ela não queria assunto.

Niall On. 

Entramos no quarto e lá estava (seu nome) com o corpo inteiramente abaixo da coberta exceto a cabeça, ela estava sorrindo pra Hanna que ainda estava com a cara fechada a mesma nos olhou e começou a nos apresentar.

Hanna: Então (seu nome), esses são Zayn, Harry, Louis, Niall - ela notou a falta de Liam - E cade o Liam ? 
Harry: Está lá fora ! 

Todos os meninos cumprimentaram adequadamente enquanto eu a olhava, eles terminaram e Hanna continuou me olhando. 

Hanna: E tu mal educado, vai falar com ela não ? - eu ri 
(seu nome): Credo Hanna, não fala assim com ele, nós já nos apresentamos ! 
Hanna: Ah bom, foi mal ! - sorriu envergonhada 
Zayn: Que gracinha ! - se referiu a Hanna 

Hanna ficou o olhando desconfiada enquanto todos nós riamos e Zayn sorria pra mesma. Nós nos sentamos nas camas que haviam vazias e começamos a conversar.

Hanna: Sua melhor amiga chegou (seu nome) ! - ela debochou
(seu nome): Quem ?
Hanna: Jenny !
(seu nome): DEUS ME LIVRE ! - gritou e todos nós rimos
Louis: Esse é o nome da garota que acabou de chegar ? - Hanna afirmou com a cabeça - Ela é meio abusadinha !
(seu nome): Meio ? - ela questionou - Completamente, por mim ele iria pro inferno !
Harry: Pelo visto vcs não gostam dela né ? - disse rindo
Hanna: Não é que eu não goste, é só que eu preferia ve-la morta, mas fora isso nada contra ! - todo mundo riu
(seu nome): O pior é que ela é minha prima !
Niall: Sinto pena de vc ! - ela riu pra mim

(seu nome) se levantou e foi até o banheiro enquanto eu a seguia com o olhar , fechou a porta e eu continuei encarando a mesma.

- AHHHHHH ! - nós ouvimos um grito











[...]

Desculpem por não ter postando meninas, é que este fim de semana a casa ficou muito cheia e eu nem tive como mexer no computador.

E sobre a Fic da Adrielle ( Don't Let Me Go) ela não ta podendo postar porque o notebook dela ainda esta no conserto.

E é só isso, beijos.


























quinta-feira, 25 de julho de 2013

A Little Secret - Capitulo 3


Intrigado.


Niall On. 

Talvez a menina mais linda que já tenha visto na minha vida, ela olhou e sua a volta, nos encarou e nem um sorriso ela nos lançou, aquilo fez com que eu risse pelo nariz. 

Com a jardineira presa em uma alça só e o cabelo meio bagunçado era perceptível que aquela garota tinha uma forte atitude. Aquilo me intrigou, oque uma garota desse tipo esta fazendo aqui ?

Louis: Cara, vem ajudar ! 

Olhei pra ele e o mesmo estava junto com os garotos ajudando-as a trazer as alas para dentro . Corri até eles e peguei a primeira que vi, fui levando pra dentro e quando cheguei lá uma das menina estava fazendo um grande esforço para carregar uma das malas.

Niall: Oi, quer ajuda ? - ela me olhou 
- Não ! - disse rude - Eu consigo ! 

Ela continuou empurrando a mala com todas as forças que conseguia reunir naquele momento, eu ri e ela ficou me encarando.

- Desculpa, do que está rindo ? - me perguntou curiosa 
Niall: Do seu orgulho ! - eu continuei rindo 
- Meu oque ? 
Niall: Orgulho, estou rindo do seu orgulho ! 
- Porque está rindo dele ?
Niall: Porque não quer me deixar ajudar, não custa nada ! - eu sorri pra ela 
- Desculpa ! - ela sorriu - Meu nome é (seu nome) ! - ela sorriu e estendeu a mão 
Niall: Meu nome é Niall ! - apertei sua mão - Se preferir pode me chamar de gatão ! 
(seu nome): Hãm ? - ela me olhou pasma 
Niall: To brincando, só pra descontrair ! - eu sorri 
(seu nome): Ata ! - ela riu - Então, pra onde levo essa mala ?
Niall: Bom essa, quem leva sou eu, aquela ali , vc leva pro quarto que está vazio ! 
(seu nome): Tudo bem ! 
Peguei a mala e levei e realmente estava bastante pesada. Levei até o quarto vazio e coloquei do lado de uma das camas. Ela colocou a mala que carregava ao lado de algumas das camas também e se tacou em cima da mesma.

Niall: Esta cansada não é ?  - me aproximei dela
(seu nome): Sim, bastante ! - ela tirou os óculos, " Que olhos lindos !" 
Niall: Descanse um pouco ! - eu sorrri
(seu nome): Quem são aquelas pessoas ?
Niall: Bom, o que tem cabelos enrolados, é o Harry, o que é meio careca, é o Liam, o de topete é o Zayn e por ultimo vem o Louis.
(seu nome): Que seria aquele bundudinho né ?

Eu gargalhei e a (seu nome) ficou completamente vermelha, tampou o rosto com a mão e me fez rir mais ainda.

Niall: Relaxa, eles nunca irão saber disso ! - controlei meu riso - Mas agora descansa, depois eu te apresento a eles !
(seu nome): Vc é muito gentil Niall ! - ela sorriu
Niall: E vc parece ser uma pessoa muito legal !

Fui até a porta, apaguei a luz e sai, deixei-a dormindo e voltei para varanda. O resto das malas ainda estavam lá fora.

Niall: Gente se alguém for colocar a mala no quarto, tomem cuidado a (seu nome) ta dormindo ! - os meninos me olharam com malícia.
Harry: Já colocou a pobre menina pra dormir Nialler ! - todos inclusive a amiga dela gargalhou
- Escutem uma coisa, ela tem dono ! - ele saiu em direção ao quarto

Ouvimos uma voz séria ecoar no ambiente, todos olhamos para um rapaz que estava com a cara fechada atrás de da amiga da (seu nome).

Harry: Desculpa, não tá mais aqui quem falou ! - ele foi em direção ao quarto com as ultimas malas
Niall: Bom, eu não sabia que ela tinha namorado , então ...
- E não tem ! - a menina se pronunciou - A propósito eu sou Hanna ! - ela estendeu a mão e todos os meninos apertaram dizendo seus devidos nomes.
Louis: Então porque ele ... - disse confuso
Hanna: O Matheus sonha que algum dia vai conseguir algo com ela ! - ela revirou os olhos - Ele ta iludido ! - nós rimos
Zayn: Nossa vc é bem bonita !

Hanna o olhou com cara de " Que ? " e ficou o encarando, Zayn estava de boca entreaberta a olhando enquanto não tirava os olhos dela.

Hanna: E vc ta me assustando ! - ele virou de costa pra Zayn - Alguém viu minha mãe ?
Liam: Deve ter ido lá pra trás com a mãe do Niall !
Hanna: Hmm

Hanna On.

Matheus voltou lá de dentro e eu sabia que deveria ter feito algo com (seu nome).

Hanna: Porque demorou tanto ? - ele me olhou
Matheus: Estava colocando as malas lá no quarto !
Hanna: Hmm, já falou com os meninos ?
Matheus: Sim, e ai ? - ele os cumprimentou com a cabeça e os meninos fizeram o mesmo
Hanna: Cara, vc é a pessoa mais mal educado que eu já vi !
Matheus: Garota eu vou descansar, ve se não me perturba !

Ele entrou, olhei para os meninos e fiz uma careta e todos nós rimos. Na mesma hora um carro parou em frente a casa. Ficamos encarando, primeiramente dois saltos agulha cor de rosa desceram e acabaram por revelar uma imagem deplorável.












[...]
















quarta-feira, 24 de julho de 2013

A Little Secret - Capitulo 2

Tédio na Estrada 



Hanna On.

Matheus correu pra fora de casa e me deixou sozinha com uma mala grande, que ainda por cima era dele.

Hanna: Inútil ! - bufei 

Tranquei a porta da casa e fui em direção ao carro, coloquei a mala no porta malas e fechei o mesmo. Quando fui entrar estavam na seguinte ordem, a mãe da (seu nome) na direção, minha mãe no banco do carona, (seu nome) na janela esquerda e o inútil do Matheus no meio fazendo charminho para (seu nome) e é óbvio que isso me irritou.

Hanna: Sai Matheus !  - disse o mais rude possível 
Matheus: Que garota ?
Hanna: Eu mandei vc sair ! 
Matheus: Mais eu não vou ! - ele sorriu sínico 
Hanna: Meu querido !- eu suspirei - Se vc não sair agora, vc nunca mais terá paz seu bicho asqueroso ! - (seu nome) começou a rir e eu também não aguentei 
Jannet (minha mãe): Que isso Hanna ? - ela me olhou assustada 
Lilian (sua mãe): Pare de rir (seu nome) ! 
(seu nome): Desculpe é que ... - ela não conseguiu terminar 

Eu entrei no carro, mesmo que não fosse contra vontade. Lilian deu a partida enquanto Matheus me olhava com raiva, fechei a porta, coloquei meus fones de ouvido e botei a música no ultimo volume. 

(Seu nome) On.

E lá estávamos nós há 1h em um carro a caminho de uma viagem que provavelmente será a pior do mundo, pelo menos tenho Hanna pra me fazer companhia.

(seu nome): Hanna !- sussurrei - Hanna ! - sussurrei novamente 
Matheus: Impossível , ela nunca vai te ouvir ! - ele me olhou com um sorriso de canto - Ela ... - não ouvi mais nada 

Nunca tinha parado pra analisar, mas agora olhando o Matheus bem de pertinho, constatei que ele é simplesmente um gato. Sinceramente aqueles lábios finos, a barba por fazer e aqueles olhos brilhantes que estavam me encarando me fez sair da terra.

Não sei porque mas a única coisa que queria agora era beija-lo.

Matheus: (seu nome) ? (seu nome) vc esta bem ?  - a voz dele interrompeu meus pensamentos 
(seu nome): Hãm ? - eu o olhei confusa 
Matheus: Vc viajou, eu disse que é impossível Hanna te ouvir, ela está de fone ! 

Eu a olhei e realmente ela estava de olhos fechados, fones de ouvido e mexia a cabeça como se estivesse dançando com a mesma.

(seu nome): Puta ! - sussurrei 
Matheus: Que foi ? 
(seu nome): Não, nada ! - sorri 
Matheus: Tudo bem, então , como anda a vida ?
(seu nome): Na mesma, e a sua ?
Matheus: Fora o fato de Hanna ser minha irmã, está boa ! - nós rimos 
(seu nome): Ah para ela é legal ! 
Matheus: Até hoje não consigo entender como uma garota incrível como vc, pode ser melhor amiga de uma mondongra como minha irmã ! - nós rimos 
- Hey, mondongra são seus ovos ! - ouvimos a voz de Hanna 

Olhamos para o lado e lá estava ela, com a cara mais fechada possível , gargalhei .

Matheus: Com quem aprende essas coisas ! 
Hanna: Acorda pra vida garoto, tenho 19 anos já ! 
(seu nome): Calma Hanna ! - eu disse rindo 
Hanna: Calma ? Está me pedindo calma ? - ela me olhou inconformada - Ele me chamou de mondronga !
(seu nome): E vc já disse que é mondongra são as bolas deles, ou seja estão empatados, podemos parar com as brigas ? 
Hanna: Ok ! - bufou

E com isso o assunto acabou. Mas 1h se passou e a viajem estava um tédio, meu celular estava sem sinal, Hanna as vezes tentava puxar assunto mais acabava ficando irritada e colocava os fones. Matheus acabou dormindo com a cabeça em meu ombro.

(seu nome): Matheus, Matheus ! - eu catuquei ele - Acorda ! 

Ele de repente acordou assustado e eu ri.

Matheus: Oi, que foi ? 
(seu nome): Vai ficar com dor no pescoço se continuar assim ! 
Matheus: Ah obrigado ! 

Ele pegou meu braço e passou em seu ombro, colocou sua cabeça em meu peito e acabou dormindo novamente. 

Niall On. 

Estávamos esperando o resto do pessoal que minha mãe disse que viria enquanto estávamos sentados na varanda.

Harry: Acha que virá alguma gata ? - ele perguntou olhando para estrada 
Liam: Harry meu querido, será que só pensa nisso ?  - nós rimos 
Harry: Mas sério, tomara que venha uma gostosona ! 
Niall: Vc deveria se controlar mais Harry, a vida não é só isso ! - eu disse rindo
Zayn: Cara o Niall tem razão, vc ta parecendo um cão tarado ! 
Harry: Ok, ok, não precisa ser gostosona, gostosinha da pro gasto ! - nos gargalhamos
Louis: Se veio gostosinha ou gostosona, veremos agora ! - disse apontando algo 

Todos olhamos para uma pequena estrada que tinha e avistamos um Range Rover preto vindo, nós nos entre olhamos e ficamos esperando. Ele estacionou, ficamos encarando ele e de dentro do mesmo saíram duas mulheres que aparentavam ter entre 40 e 45 anos, uma menina de cabelos negros, um rapaz que aparentava ter dormido a viagem inteira por conta de sua cara amassada e ela.

















[...]



















terça-feira, 23 de julho de 2013

A Little Secret - Capitulo 1

Viajem ! 




- Acorda (seu nome), ta na hora ! - ouvi a voz de minha mãe ecoar pelo quarto 
(seu nome): Só mais cinco minutos ! - disse ainda com a cara enfiada no travesseiro 
Mãe: Anda (seu nome), temos que sair logo ! 

Ouvi o barulho da porta sendo fechada, rolei na cama por uns 5 minutos e decidi levantar, olhei para o relógio e o mesmo marcava 7:10 da manhã.

(seu nome): Não acredito que estou acordando essa hora ! - bufei

Levantei e fui até o banheiro, fiz minhas higienes e fui direto para o chuveiro. Deixei que a água morna caísse sobre meu corpo por mais ou menos 15 minutos e deixaria mais se não fosse pelo fato da minha mãe estar batendo na porta.

Mãe: Garota, quer parar de enrolar e sair desse banho ? - ela disse com um tom furioso
(seu nome): Quer parar de encher, estou terminando já ! - desliguei o chuveiro
Mãe: Anda logo, estou descendo com suas coisas !
(seu nome): Ok !

Saí do banheiro e ela já não estava la, fui até o armário e peguei minha roupa e vesti. Arrumei minha cama, apaguei a luz do quarto e sai do mesmo. Desci as escadas e fui direto para cozinha, minha mãe estava sentada na mesa terminando de tomar café.

(seu nome): Bom dia !
Mãe: Bom dia ? - ela me olhou - Já estamos atrasadas e ainda temos que passar na casa dos Wilson's !
(seu nome): Relaxa, a senhora anda muito estressada !
Mãe: Então deveria me poupar mais, agora coma algo e vamos embora !

" Me poupar mais ? Como se eu fosse a causadora de seus problemas. Ok, da maioria sim mas de todos não "   

(seu nome): Se vale de alguma coisa, nunca quis ir nessa viagem ! - falei colocando um pouco de suco em meu copo
Mãe: Escuta, seus amigos vão, não tem que ficar tão rabugenta ! - ela riu
(seu nome): Rabugenta ? - protestei - E pra sua informação, dos meus amigos só tem a Hanna !
Mãe: E o Matheus, a Jenny e os 5 meninos !
(seu nome): O Matheus agente se fala, mas não chega a sermos amigos, a Jenny é uma cobra e os 5 meninos eu não conheço, ta bom pra vc ?
Mãe: Vai conhece-los e quem sabe até ... - ele me jogou um olhar que safado
(seu nome): Ai mãe que isso, agora quem quer ir logo sou eu ! - nós rimos

Eu peguei duas malas e ela pegou duas, fomos até o carro, colocamos tudo lá dentro e entramos, minha mãe deu partida enquanto falava coisas como: " hmm, esse verão minha filha desencalha !" " Quero só ver quem vai ser meu genro ! " 

Hanna On. 

Já estávamos arrumados esperando (seu nome) e a sua mãe. Eu estava sentada com o maior tédio possível no sofá, minha mãe estava colocando as malas pra fora e eu resolvi ajudar. Fui até ela e peguei algumas.

Mãe: Obrigado, cadê seu irmão ?
Hanna: Deve estar terminando de se arrumar !

Voltei pra pegar umas das últimas malas que haviam e encontrei Matheus arrumando o cabelo a frente do espelho.

Hanna: Depois reclama quando te chamo de inútil !- peguei a mala
Matheus: Não me importo com vc, só preciso estar bonito ! - ele sorriu

" Tadinho, tão iludido ! " , larguei a mala no chão e fui pra perto dele. Eu o encarei e balancei a cabeça com sinal de negação.

Hanna: Se vc acha que vai conquista-la assim, desista ! - eu dei um sorriso de canto
Matheus: Irmãzinha, eu sou lindo demais, que menina não iria me querer ?
Hanna: Que tal a menina que vc sempre quis, ou seja, a (seu nome) !
Matheus: Isso vai mudar - ouvimos a buzina do carro da mãe de (seu nome) - E eu te garanto que deste verão não passa ! - ele disse confiante e saiu sorrindo.













[...]













segunda-feira, 22 de julho de 2013

A Little Secret - Sinopse



A Little Secret.


Férias, tão esperadas férias de verão. Em seu pensamento praia, shopping e balada. No pensamento da sua mãe se resumia a uma linda casa no campo.Amigos, paz e verde isso resumia a suas futuras férias, um menino especial e uma linda história de amor. 
E se esse menino escondesse um segredo ?

 Deixaria o orgulho de lado e correria para seus braços ?

Mas e se o destino fizesse de tudo para deixa-los separados ? Arriscaria tudo por este amor ?




Boy da fic: Niall Horan 
Personagens: Clique aqui
























A Little Secret - Personagens


 A Little Secret  - Personagens 






(seu nome) - Aos 19 anos só pensa em curtição, amigos reunidos e diversão, sem responsabilidades, sem compromissos. Mas uma viagem pode mudar todo o rumo de sua história.









Jenny - Prima de (seu nome), porém cobra , sempre tem tudo que quer e se pra isso tenha que pisar ou humilhar alguém ela não medirá esforços. ( 19 anos)










Hanna - Melhor amiga de (seu nome) desde sempre, 19 anos, doce, gentil e super sincera. Sincera até demais pra alguns, mas este é o menor dos problemas. Com instinto protetor, e doces conselhos ajudará (seu nome) em tudo.







Matheus - Irmão mais velho de Hanna, 28 anos, tatuado, alegre e muito bem humorado. Ele sempre foi completamente apaixonado por (seu nome) que nunca percebeu, sempre o tratou como amigo , mas isso pode mudar.










Niall Horan - Divertido, tímido, gentil, doce, alegre, paciente,  não há adjetivos suficientes que descrevam o rapaz. Se apaixonará perdidamente por ela, (seu nome), ou pra ele, minha bonequinha. Enfrentará tudo e todos pra que fiquem juntos a qualquer custo. Seu único problema é o segredo que guarda a sete chaves, não confia a ninguém nem a seus próprios amigos.





Zayn Malik - Tímido e misterioso, o rapaz se encanta com a beleza de Hanna, mas como tudo na vida não vem fácil. Terá que fazer esforços para que a menina caia em sua "rede".








Louis Tomlinson - Pros meninos, um palhaço, pra (seu nome), um grande amigo. Ele é o "palhaço" do grupo, sempre com suas piadas ou seu jeito divertido, tentará fazer com que todos fiquem bem no ambiente que se encontram.





Liam Payne - Doce, educado e muito romântico. Acaba se apaixonando pela pessoa errada. Como dizem que por amor fazem loucuras, o rapaz terá a chance de mostrar que isso pode ser bem pior quando realmente acontece.










Harry Styles - Sua safadeza e seu cabelo enrrolado, são suas marcas registradas, tornará (seu nome) uma grande amiga . Porém acaba descobrindo o segredo que Niall tanto esconde e se sente completamente no dever de proteger ele de qualquer coisa e acaba se sentindo culpado com o provável futuro de Niall e (seu nome)




















sexta-feira, 19 de julho de 2013

Between love and hate - Completa




Sinopse e personagens: Aqui.
Completa: Sim.
Iniciada: 02.04.13         Terminada: 19.07.2013


1ª  Temporada


2ª Temporada

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 25


Juntos !



Paralisamos quando vimos a polícia, olhei para Louis assustada e o mesmo me olhou do mesmo jeito. 

Louis rapidamente me puxou pra dentro e fez com que entrássemos em uma sala qualquer.

(seu nome): Oque vamos fazer agora ? 
Louis: Calma, vou dar um jeito nisso ! 

Louis começou a andar de um lado para o outro e eu tentava pensar em alguma coisa. Comecei a andar pela sala procurando alguma coisa que eu ainda não sabia ainda oque era, mas assim que achasse eu iria descobrir. 

Fui até a janela da sala e abaixei um pouco as persianas, pude ver todos aqueles carros de policia lá fora e um grupo consideravelmente grande de homens com armas. 

Fiquei com medo de que algo pudesse acontecer, fui pra perto de Louis e o abracei. 

Louis: Oque aconteceu ?
(seu nome): Talvez não consigamos sair bem dessa ! - eu o soltei e o encarei 
Louis: Não diga isso ! 
(seu nome): São muitos, como poderemos passar despercebidos ?

Louis me olhava em busca de uma resposta, ele olhou pra algo que estava atrás de mim e sorriu.

Louis: Já sei ! 

Louis saiu de perto de mim e foi em direção a uma porta que havia, ele abriu a mesma e lá havia várias roupas de enfermeiras e algumas de enfermeiro. Eu sorri pra ele pois já sabia no que ele estava pensando. 

Corri até ele e peguei a primeira que vi, Louis pegou uma e foi para um canto se vestir. Tirei minha roupa e ouvi um assobio, olhei para trás e Louis estava e olhando com cara de safado, revirei os olhos e voltei colocar a roupa.

Em poucos minutos já estava pronta, olhei para trás e Louis já estava vestido. Peguei um lenço de papel que havia la e fui até Louis. Comecei a passar e seu rosto que ainda estava sujo de sangue.

Louis: Eu prometo ! - ele encarava meus olhos 
(seu nome): Oque ?
Louis: Prometo que irei tirar todos nós daqui ! - eu sorri 
(seu nome): Eu confio em vc ! - eu dei um selinho nele

Ouvimos um barulho do lado de fora e fomos direto para a janela, os policiais começaram a entrar aos montes. Olhei pra Louis e ele pegou minha mão.

Louis: Ta na hora ! 

Fomos até a porta e a abrimos cautelosamente e saímos, começamos a andar e ouvimos um grito. 

- HEY OS DOIS PARADOS ! 

Olhamos para trás e lá estavam um grupo de policiais, nós começamos a correr sem rumo. A cada passo que eu dava sentia as forças das minhas pernas acabarem e e uma dor horrível vindo dos meus pé. Achamos a saída e corremos em direção a ela, saímos do hospital com os policiais ainda atrás de nós. Fomos em direção ao carro qualquer e eu acabe caindo, Louis voltou pra me ajudar.

Louis Vamos rápido (seu nome)! - me estendeu a mão
(seu nome): Não dá, meus pés estão doendo demais ! 

Olhamos para trás e os policiais já estavam se aproximando, Louis me olhou preocupado, passou seu braço por baixo do meu corpo e quando ia me levantar um grande estrondo veio do hospital.

Por alguns minutos a única coisa que eu ouvia era o " PI " do meu ouvido, olhei para o lado e Louis estava jogado no chão, olhei para trás e uma boa parte do hospital estava em chamas, havia gritaria vindo da lateral e todos aqueles policiais já não estavam mais em meu campo de visão.

Louis fez esforço para se levantar, veio até mim e me pegou no colo, continuou andando sem ao menos olhar pra trás.

(seu nome): Vc acha que minha mãe esta bem ?
Louis: Sim, ela esta !

Ele continuou andando até um carro qualquer, me colocou no chão , quebrou o vidro abriu as portas e eu entrei, Louis entrou no carro e fez ligação direta, eu olhei assustada e ele começou a dirigir.

Louis: Que foi ?
(seu nome): Aonde aprendeu isso ?
Louis: Hey, tenho meus truques ! - nós rimos - Pra onde vamos agora ? - ele me olhou
(seu nome): Quem sabe ? - perguntei e nó sorrimos

...

- Hey acorda, vem ver isso !

Abri os olhos e vi Louis sorrindo, me espreguicei e olhei em volta. Eu tinha dormido no carro e neste exato momento Louis tinha parado o carro no meio do nada, só havia mato.

(seu nome): Que foi ?
Louis: Vem !

Louis saiu do carro e ficou me esperando do lado de fora, abri a porta e senti o vento gelado bater em meu corpo, estremeci, me encolhi entre meus braços e caminhei até ele. Perto de Louis havia uma caixa de papelão que se mexia sozinha, cheguei a pensar que fosse macumba.

Quando cheguei mais perto e olhei dentro havia um lindo cachorrinho, sorri e olhei para Louis.

(seu nome): De quem será ? - peguei ele no colo
Louis: Está abandonado ! - ele sorriu
(seu nome):  Podemos ? 
Louis: Claro, o Zigg irá gostar ! - ele sorriu

Dei um forte abraço em Louis, só por ele ter aceitado que nosso filho se chamará Zigg, ou talvez não, quem é que vai saber. Entramos no carro, agora com Tedd, o novo membro da família, Louis começou a dirigir enquanto eu brincava com Tedd.

" Pra onde vamos ?
 Não sei, 
Oque vamos fazer ? 
Nem me pergunte. 
De agora em diante, a única certeza que tenho é que eu, Louis , Zigg e Tedd iremos ficar juntos.
Sempre. " 





ƒiм 





















quarta-feira, 17 de julho de 2013

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 24


Atrás de você !


Meus olhos se arregalaram, havia uma barra de ferro pontiaguda atravessada no peito de Paul. O sangue escorria por sua camisa enquanto ele me olhava. 

Paul caiu ao chão já de olhos fechados e pele pálida, na mesma pude ver o corpo de Louis.

(seu nome): Lo-Louis ? - eu mal respirava 

Ele correu até mim e se agachou, passou a mão em meu rosto e me encarou preocupado.

Louis: Calma, respira ! 
(seu nome): Mas ... - as lágrimas voltaram a cair 
Louis: Vc está bem ? 
(seu nome): Sim, que bom que voltou ! - eu o abracei 
Louis: Eu pedi pra que me esperasse, que eu iria voltar ! 

Louis me prendeu entre seus braços e me levantou, a luz do hospital voltou. Soltei Louis e fiquei o encarando, notei que havia um ferimento na testa de Louis .

(seu nome): Oque foi isso ? - apontei 
Louis: Paul me deu ma porrada com aquela barra de ferro ! - ele fez cara de dor
(seu nome): Vc acha que ele ... - olhei para Paul no chão 
Louis: Morreu ? - eu assenti - Espero que sim e que ele tenha ido direto para o inferno ! 
(seu nome): Ai Louis ! - eu ri 
Louis: Oque ? Falei isso na melhor intenção possível ! - nós rimos e ele me abraçou. 
(seu nome): Minha mãe morreu ! - soltei o abraço e olhei para o chão 
Louis: Quem a Morgana ? - " Por acaso eu tenho outra mãe ?" - Morreu não ! 
(seu nome): Morreu sim Louis ! 
Louis: Não morreu ! 

E lá estava mas uma briga. 

(seu nome): Morreu Louis eu vi ela ! 
Louis: Acredita em mim, não morreu ! 
(seu nome): Então eu vi o sósia da minha própria mãe, é isso ?
Louis: O garotinha mais teimosa, sua mãe não morreu ! 
(seu nome): Morreu sim ! 
Louis: Se ela morreu, quem é aquela ali parada ! 

Ele apontou pra algo atrás de mim, me virei rapidamente e pude ver minha mãe. Perfeitamente saudável, sorridente e com os braços abertos. Corri até ela e a prendi entre meus braços o mais forte possível, ela retribuiu o abraço da mesma forma me fazendo chorar e sorrir ao mesmo tempo.

Morgana: Vcs não param de brigar nem em momentos ruins ! - nós soltamos o abraço. 
(seu nome): Mas eu vi, vc ... lá ... morta ! - eu gaguejei 
Louis: Eu não disse que iria distrai-lo ! 
(seu nome): Como assim ? - eu o olhei confusa 
Louis: Depois que vc se escondeu, encontrei com Morgana contei tudo a ela e ela propôs este plano, fazer com que ele a "matasse" pra que nós conseguíssemos fugir, mas quando eu te encontrei vc correu feito uma doente.
(seu nome): Então foi tudo armado ?
Louis: Isso mesmo ! 
(seu nome): Mas ela poderia ter morrido, de verdade ! 
Louis: Impossível, aquela injeção com a dose certa paralisa o corpo, por alguns minutos , não era fatal ! 
(seu nome): E como sabe a dose certa ! 
- AHHHHHHHH ! 

Ouvimos um grito e nos assustamos, olhamos para o lado e havia uma enfermeira, ela olhava para Paul e nos olhava com cara de espanto, a enfermeira saiu correndo e Louis foi atrás dela, alguns minutos depois ele voltou com a expressão preocupada.

Louis: Precisamos sair, agora ! 
(seu nome): Mas e minha mãe ? 
Morgana: Vão vcs, tenham esse filho e esqueçam o resto, pra vcs o importante agora é deixar essa criança o mais feliz possível ! - nós sorrimos, ela olhou pra Louis - Louis meu filho, eu sempre torci por vcs dois, eu sabia que um dia iria dar certo, espero que vc seja um ótimo marido e um pai maravilhoso - ele sorriu e a abraçou
Louis: Obrigado, eu prometo que vou protege-los com todas as minhas forças ! - ela soltou Louis e veio até mim
Morgana: Minha filha, eu sempre tive medo de que se afasta-se de mim - ela deixou que um lágrima escapasse - Vc será uma ótima mãe, espero que possamos nos ver em breve, eu vou sentir muito sua falta, eu te amo ! - ela me abraçou
(seu nome): Também te amo mamãe ! 
Louis: Agora temos que ir ! 

Nós nos soltamos e ela foi em uma direção qualquer, começamos a andar de mãos dadas enquanto procurávamos uma saída.

Continuamos a andar em silêncio até encontrarmos a saída lateral do hospital corremos em direção a ela, mas foi tarde de mais, já estava completamente lotada de carros de polícia. 

















[...]
















terça-feira, 16 de julho de 2013

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 23


Sorriso Maldito ! 



Olhei para cima, minha garganta secou ao me deparar com seu sínico sorriso no rosto.

" Sorriso maldito !" 

Ele ficou me encarando enquanto eu pensava no que fazer, rapidamente me levantei e saí correndo e ele claro veio atrás de mim. 

Paul: Eu não vou te machucar (seu nome) ! - ele gritou 
(seu nome): Não confio em vc ! - continuava correndo 
Paul: Para, para (seu nome), por favor ! 

Ignorei seu pedido que mais parecia um súplica e continuei correndo. Corri um bom tempo até dar de cara com um corredor sem saída.

Rapidamente me virei e vi Paul com as mãos nos joelhos meio curvado e a cabeça pra baixo enquanto puxava ar para os pulmões. Meu corpo novamente começou a tremer, minha respiração estava ofegante e eu tentava pensar em um jeito pra sair dali.

Paul: Vc me cansou viu ! - ele me olhou a de pé 
(seu nome): Oque quer comigo ?
Paul: Na verdade eu quero vc, mais neste momento eu só quero conversar ! 
(seu nome): Se quer tanto conversar, cadê o Louis ?

Ele abriu a boca pra emitir algum som e desistiu, me olhou com raiva e deu alguns passos em minha direção enquanto eu recuava.

Paul: Esqueça esse cara, agora somos eu, vc e nosso filho ! - " Hãm ?" 
(seu nome): Essa criança nunca será sua ! 
Paul: Bom pelos meus cálculos essa criança vai precisar de um pai, já que Louis vou involuntariamente retirado do cargo ! 
(seu nome): Como assim, retirado do cargo ?
Paul: Eu dei um jeito nele ! 

O ódio me subiu quando lembrei de minha mãe, as lágrimas começaram a cair e Paul me olhou preocupado.

Paul: Porque está chorando ?
(seu nome): Vc deu um jeito no Louis igual fez como minha mãe ? - ele me olhou pasmo
Paul: Como soube ?
(seu nome): Então foi mesmo vc ?
Paul: Escuta eu ... 
(seu nome): FALA A VERDADE ! - eu o olhei com ódio 

Ele me olhou coçou a cabeça e suspirou, deu um passo pra perto de mim e eu recuei. 

Paul: Sim, fui eu ! 

Minha vontade era voar no pescoço dele e esgana-lo até a morte, deixa-lo morrer sofrendo só pra vingar a morte dela.

(seu nome): Por que ?
Paul: Escuta ela acabou sabendo de coisas demais, então tive que elimina-la, até que foi bem fácil ! - ele debochou 

Corri em sua direção e acertei um soco em seu rosto, mas o mesmo não fez efeito nem virar o rosto ele virou, Paul apenas me segurou e tentou me acalmar.

Paul: Se acalma (seu nome), eu não quero te machucar ! 

Eu continuei tentando acerta-lo e consegui só que desta vez ele não me segurou. Pal me acertou um tapa estalado no lado esquerdo do rosto e me jogou ao chão. 

Meu rosto começou a formigar e eu coloquei a mão para cobri-lo, as lágrimas ainda caíam enquanto eu o olhava.

Paul: Me perdoe eu não ...

Antes que ele terminasse a frase algo pontiagudo atravessou seu peito. 
















[...]




















domingo, 14 de julho de 2013

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 22



Luto.




Pele branca, cabelo castanhos, olhos abertos, lábios secos e sem cor e uma siringa fincada e seu pescoço.

Minhas lágrimas já estavam rolando pelo meu rosto desesperadamente enquanto eu encarava aquele cadáver, ou melhor o corpo da minha mãe. 

Encostei minha cabeça de em seu peito e sua estava completamente gelada, minhas lágrimas desciam cada vez mais enquanto eu rezava pra que aquilo tudo fosse um sonho.

Flash back On.

A escuridão tomava conta do meu quarto, me encolhia em baixo das cobertas de olhos fechados e tentava imaginar coisas boas, mas tudo que vinham eram monstros.

(seu nome): Por favor papai do céu me ajuda !

E suplicava pra que a luz voltasse logo e nada acontecia. Até que por debaixo das cobertas eu vi um pontinho de luz se movendo em minha direção.

A coberta foi puxada pra cima e eu pude ver minha mãe, eu a agarrei pelo pescoço e ela sentou na minha cama e iniciou uma série de carinhos em meus cabelos.

Morgana: Calma já estou aqui !
(seu nome): Estou com medo !

Minhas mãos trêmulas a apertava mais contra mim.

Morgana: Sempre que estiver com medo, feche os olhos, vá até meu quarto, deite ao meu lado e dei-me a mão, da forma que eu me encontrar, estarei te protegendo !

Flash back Off.

(seu nome): E agora que estou morrendo de  medo, como vou te dar mão ? Como irá me proteger ? - entrelacei nossos dedos - Vc está imóvel, gelada, como poderei me sentir protegida ? - As lágrimas ainda caiam descontroladamente - Eu te amo mãe !

Fechei seus olhos e encostei a cabeça em sua testa, foi ai que me dei conta que o causador de sua morte poderia ter sido Paul.

(seu nome): Foi ele ?

Perguntei encarando ela esperando uma resposta, mais eu sabia que a partir daquele momento eu nunca mais a teria.Foi quando ouvi um barulho vindo da porta, cobri o corpo e rapidamente me enfiei atrás do armário que havia naquela sala.

Ouvi a porta sendo aberta, passos andando pela sala que se aproximaram do armário onde eu estava escondida, coloquei a mão na boca pra que a pessoa não me ouvisse respirando, o armário foi aberto e fechado e eu continuava tremendo. Comecei a ouvir objetos serem atirados no chão e logo depois a porta sendo aberta e fechada novamente.

" Meu deus, cadê o Louis ? " 

Minha preocupação aumentou e eu sai de trás do armário rapidamente, olhei em volta e não havia nada além de um sala completamente revirada, sai da mesma olhando tudo e novamente o corredor estava vazio.

Comecei a andar cuidadosamente pelos corredores pensando em onde Louis poderia estar e de repente senti uma mão segurando meu braço, fiquei com medo de me virar e apenas me livrei dela e sai correndo.

Corri por um corredor imenso quando de repente esbarrei em alguém e fui parar no chão.














[...]

Hey :)

Então meninas como vcs já sabem a fic está chegando ao final e eu já estou começando a escrever outra. 
Mas eu acho que vou tirar umas "férias" ( no caso 3 dias ou uma semana), pra poder me organizar direitinho pq minha vidinha esta meio embolada no momento e porque eu não consigo ficar sem escrever por muito tempo. 

Mas é só isso lindinhas, adoro escrever pra vcs, muito obrigado pelos comentários, que todas vcs sejam felizes, beijão .














Sorry

Meus amores, peço mil desculpas, estou esse tempo todo sem postar don't let me go pois meu notebook está no conserto. Como eu estou postando isso? Pelo celular e é uma porcaria. Amanhã minha mãe vai ir lá para ver se o notebook já está pronto e se tudo der certo, na terça eu estou de volta. Enquanto isso curtam a fic da Lorena, ela é muito boa né? Parei. Bom, se você tem uma fic pronta ou tem vontade de escrever uma, fique atenta aqui pois vamos abrir vagas. Mil beijos minhas gatas. Amo vocês.

Adrielle xoxo

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 21


Pavor !




A imagem de Paul parado na porta do hospital com algumas manchas de sangue na camisa e uma barra de ferro na mão me fazia temer pelo pior.

(seu nome): Louis, podemos sair agora ? - eu sussurrei 
Louis: Quando eu mandar ! - ele sussurrou em resposta 
Paul: Calem a boca ! - disse grosso 

Ele começou a dar passos para dentro do hospital e rapidamente Louis pegou minha mão e me empurrou pra que eu ficasse atrás dele.

Paul: Ah, o amor de vcs é lindo - ele nos olhou - Pena que não vai durar muito tempo ! 

Essas palavras fizeram com que meu coração se apertasse.

(seu nome): Porque está fazendo tudo isso ?

Quer dizer, eu sabia que ele era ruim da cabeça, que ele não vale o ar que respira e tudo mais, mas não imaginava que ele tinha se tornado um psicopata.

Paul: Isso é o que eu mais gosto em vc, sua inocência ! - ele sorriu - Será que ainda não percebeu que nós nascemos pra ficar juntos ?
Louis: Vc é doente, precisa de um médico ! 
Paul: Eu não falei com vc, cale a boca antes que eu te mate ! - ele olhou com desprezo pra Louis
(seu nome): Pensa bem, se vc matar Louis não ganhará nada em troca exceto o meu ódio, ele nem tem seguro de vida ! 
Louis: HEY ! - me olhou 
Paul: E vc acha mesmo que eu quero o dinheiro dele ? - ele riu irônico - Achei que me conhecesse melhor (seu nome) ! 
(seu nome): Conhecia, mas conhecia o Paul que era gentil, amoroso, educado e não esse monstro que vc se tornou ! 
Paul: Isso é tudo culpa sua (seu nome) ! 
Louis: Que ? 
(seu nome): Como assim ? 
Paul: Se tivesse me dado uma chance, nada disso estaria acontecendo !
(seu nome): Vc é completamente maluco ! 
Paul: Eu te amo (seu nome), e sei que vc me ama também, eu sinto isso !- ele me encarou - Mas pra que possamos ficar juntos, preciso eliminar todas essas distrações ! - ele apontou pra Louis.

Como assim "distrações" ?

(seu nome): Paul tudo oque eu sinto por vc é pena ! 
Louis: UOU ! Depois dessa eu me matava ! - " É Louis, grande hora pra debochar de alguém, tá de parabéns !" 
Paul: CHEGA , eu cansei de vc estar sempre debochando, vou me livrar de vc de uma vez por todas ! - ele apressou o passo em nossa direção 
Louis: CORRE (SEU NOME), CORRE !

Louis pegou minha mão e começamos a correr, corredores vazios, salas vazia - e algumas fechadas - corremos por alguns minutos em busca de saída e nada, apenas corredores e salas. 

Louis me parou e me encarou preocupado.

Louis: Continue correndo, e distraio ele ! 
(seu nome): Mas eu não vou te deixar !
Louis: Vai sim, pelo nosso filho ! - pudemos ouvir o barulho da barra que Paul trazia se aproximando.
(seu nome): Podemos nos esconder ! - disse aflita
Louis: Se esconda, quando estiver em um lugar seguro, feche os olhos e lembre de quando éramos crianças, se desconecte do mundo, pense em nós apenas nós !
(seu nome): Mas e se ... - pensei no pior
Louis: Eu sempre vou estar com vc, lembre disso ! - eu o abracei
(seu nome): Não faz isso comigo, não faz isso com nosso filho ! - ele se soltou do abraço
Louis: Eu vou voltar, se esconda e me espere ! - ele sorriu
(seu nome): Promete ! - o barulho já estava bem próximo

Ele me beijou.

Louis: Prometo !

Fiz o que Louis pediu e sai correndo em direção a uma das salas, entrei na primeira que vi aberta e fechei a porta. A sala estava escura, mas não completamente, havia uma mesa e em cima dessa mesa havia algo coberto por um pano branco.

Fui até a mesa e fiquei encarando o tal negócio coberto, tomei coragem e comecei a levantar o pano lentamente até me deparar com uma coisa horrível.














[...]

















quarta-feira, 10 de julho de 2013

Between Love and Hate 2º temporada - capítulo 20


O Escuro ! 



Estava esperando Louis que tinha dito que iria pegar algo pra comer quando de repente ficou tudo escuro, e é óbvio que eu gritei, não sou lá muito fã de escuridão.

Eu estava tremula, com medo mas decidi levantar da cama, tomei um susto quando uma luz fraca se ascendeu em meu quarto.

(seu nome): Luz de emergência maldita ! - bufei

Abracei meu próprio corpo e comecei a andar em direção a porta quando de repente a mesma se abriu violentamente e eu gritei de novo.

- (seu nome) ? - era a voz de Louis
(seu nome): Louis ? Louis, graças a Deus !

Sai correndo em direção a ele e o abracei, ele me apertou entre seus braços enquanto eu escondia meu rosto na curva de seu pescoço.

Louis: Já estou aqui, fica tranquila !
(seu nome): Estou com medo !
Louis: Calma, amor preciso falar com vc !

Ele me afastou de seu corpo e colocou meu rosto dentre suas mãos.

(seu nome): Oque aconteceu ?
Louis: Precisamos sair daqui !
(seu nome): Como assim ?
Louis: Aquela hora que agente ouviu barulho na janela, eu menti, tinha sido Paul !
(seu nome): Que ? Mas ... Porque ?
Louis: Por favor confia e mim, depois eu explico, vamos embora !
(seu nome): Porque temos que ir ?
Louis: Eu e Paul brigamos lá fora e estou com medo de que esse apagão tenha sido culpa dele !
(seu nome): Mas ...
Louis Por favor pelo bem de nosso filho ?


Dei a mão para Louis e o mesmo sorriu quando entendeu o recado, saímos do quarto e Louis estava realmente com medo, foi na minha frente segurando firme em minha mão.

Começamos a andar no corredor, vazio , o relógio na parede marcava 19:05 e eu de repente lembrei que em filmes de terror os mocinhos sempre morrem se não saírem antes de 00:00.

(seu nome): Louis, precisamos sair daqui antes de 00:00 ! - ele parou e me olhou
Louis: Porque temos que sair antes de 00:00 ? - perguntou confuso
(seu nome): Porque em filmes de terror, se não saímos até este horário iremos morrer ! - ele suspirou
Louis: (seu nome) pelo amor de Deus tira isso da cabeça, nos estamos na vida real e não vamos morrer !
(seu nome): Vamos sim !
Louis: Vc nunca mais irá ver filme de terror na sua vida !
(seu nome): Mas é legal !
Louis: Mas só coloca merda na sua cabeça !

Bufei e nós continuamos andando, Louis não queria parar nem pra beber uma água. Já deveriámos estar andando por pelo menos 10 minutos e nada da maldita saída.

(seu nome): Louis vc acha que o apagão é culpa do Paul ?
Louis: Sim !
(seu nome): Mas vc não tinha brigado com ele ?
Louis: Sim
(seu nome): Então como poderia ter sido ele ? Se provavelmente no momento em que acabou a luz ele deveria estar na enfermaria !
Louis: Realmente ! - ele pensou - Mas vamos sair daqui de qualquer jeito !

Não questionei mais nada os corredores do hospital estavam todos vazios, as luzes de emergências fracas que mal davam pra ver o chão me fazia arrepiar.

(seu nome): Louis !
Louis: Que foi amor ?
(seu nome): Porque está tudo tao vazio ?
Louis: Eles devem estar esperando lá fora !
(seu nome): Esperando oque ?
Louis: A luz, antes de eu entrar no quarto estava maior correria pra saída, então decidi ir te pegar, sei que tem medo de escuro !
(seu nome): Obrigado ! - eu apertei sua mão e ele se virou
Louis: Eu sempre vou te proteger, custe oque custar ! - ele me beijou

Eu sorri e nós voltamos a andar continuamos a andar por mais uns 5 minutos e finalmente chegamos a porta de saída.

Louis: Vamos (seu nome) !

Ele apertou o passo e de repente parou, bati em suas costas e nao entendi qual o motivo do freio repentino de Louis.

(seu nome): Porque parou ? - fui pra sua frente

Ele olhava fixamente para porta.

(seu nome): Louis ?
Louis: Cor ...

Olhei para porta e lá estava Paul parado com uma barra de ferro na mão.

Paul: Esperava por vcs ! - ele sorriu










[...]