sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

A Walk to Remember - Capitulo 05

'Compras'


SeuNome Moore P.O.V'S

Acelerei o passo para que eu pudesse chegar logo e ver quem era . Curiosa ? Nem um pouco. Quando cheguei a porta notei que era a garota de mais cedo , Laila . Ela estava vestida perfeitamente , estava linda . E por um momento me senti uma mendiga perto dela , é , eu realmente preciso me vestir um pouco melhor , ate porque , agora eu tenho uma amiga . Isso muda alguma coisa . Ou não ? Cheguei mais perto dela que estava destraida batendo na porta e nem me viu , cutuquei seu ombro e ela virou assustada colocando a Mao sobre o peito enquanto tentava controlar a respiração .

Laila: ai , é você SeuNome . Poxa vida , me assustou . 
Eu: me desculpe , essa com certeza não era a intenção . 
Laila: Escuta , sei que você iria pra minha casa só mais tarde , mas houve uma mudança de planos . 
Eu: deixa eu adivinhar , não me quer mais como amiga porque agora percebeu que sou chata e tediante , então veio cancelar o convite e retirar o que disse mais cedo ? - eu esperava por isso -
Laila: de jeito nenhum - soltou uma risada - eu só vim te chamar para ir comigo ao shopping comprar umas coisinhas comigo , e quando voltarmos você me conta mais sobre você , eu te conto mais sobre mim , e vamos para a minha casa ficar de bobeira . - ok por essa eu não esperava - então , o que me diz ?
Eu: sim , podemos ir . Eu só preciso comer alguma coisa porque meu estomago esta roncando . 
Laila: tudo bem , leve o tempo que precisar . Eu espero aqui de fora . 
Eu: mas de jeito algum , você pode entrar . - destranquei a porta e dei passagem para que ela passasse primeiro , e assim  ela fez , fechei a porta e joguei as chaves sobre a mesa -
Laila: casa legal , muito bem organizada . 
Eu: ah obrigada , só não se assusta se vir uma cueca por ai nos cantos , as vezes algumas acabam escapando da minha visão . 
Laila: nossa SeuNome eu não sabia que era dessas que faz uma coisa mais violente , você sabe , deixando roupas por toda a casa . - ela disse simplesmente e quando eu fui entender o que ela quis dizer com aquilo , corei imediatamente e tentei faze-la mudar de ideia , por Deus eu sou inocente -
Eu: não , não é isso o que você esta pensando .
Laila: sem problemas , não precisa explicar isso pra mim . 
Eu: não , você realmente não entendeu . é que eu tenho um irmão mais velho , e ele é um folgado e desorganizado que deixa as roupas por todos os cômodos da casa . 
Laila: ata , agora sim eu entendi . 

Depois de alguns minutos que eu me alimentei muito bem , escovei meus dentes e peguei o cartão de credito , que apesar de ser só pra emergências , pode ser que aconteça uma emergência . Fomos andando pro shopping , Laila é uma das pessoas mais legais que eu já conheci . Ela é divertida , engraçada , estro vertida , linda , completamente cheia de qualidades . Passei a maior vergonha na loja com o vendedor , ele me deu uma cantada e eu não sabia como reagir então Laila pegou o telefone dele e passou pra mim . Acho que nunca fiquei tao vermelha em toda a minha vida , a não ser daquela vez no jantar com a mamãe que o molho do macarrão acidentalmente criou vida e foi parar na minha cara , mas isso não vem ao caso . Laila comprou varias roupas , sapatos e alguns acessórios . Ela disse que não é dessas que gosta de passar a tarde toda fazendo compras , porem , ela estava precisando . Foi incrível como todas as peças de roupas que ela experimentava cabia perfeitamente no corpo dela , como se fosse desenhado especialmente a ela . Esta ai uma das qualidades dela , apesar de ser encantadoramente linda , Laila não é dessas que joga isso na cara dos outros e faz todos se sentirem inferiores a ela . Eu comprei uma calça jeans , uma blusa fina com detalhes em renda , e um shorts preto , ate que o conjunto ficou lindo . Laila quem me ajudou a escolher , na verdade foi ela quem insistiu para que eu comprasse , pois eu não pretendia levar nada . Agora só falta a minha coragem pra usar essa roupa , ou ate mesmo uma ocasião . Tomamos um cafe em uma lanchonete e depois resolvemos ir embora . Fomos conversando o caminho todo , contei a ela sobre a minha vida , minha rotina , minha historia .. enfim , tudo . E ela fez o mesmo . Passamos na casa dela , assistimos um filme e depois quando eu vi que já estava ficando tarde e perdi completamente a noção das horas , resolvi ir pra casa , já me preparando para a bronca que o Brian vai me dar . 



Heey princesas , me desculpem pela demora , mas estava com problemas na escola que agora já estão resolvidos , o que significa que terei mais tempo pra postar . Comenteeeem , eu amo isso eternamente e me incentiva a escrever mais e mais . Nos vemos amanha , e novamente aqui esta o link do meu blog pra quem quiser dar uma passeada por la . Boa noite !






domingo, 17 de novembro de 2013

A Walk to Remember - Capitulo 04

'Revolta'


SeuNome Moore P.O.V'S

Estava indo pra casa , as aulas já haviam acabado e eu nem quis passar pela biblioteca e escolher um bom livro . A minha revolta por conta da peça estava em alta ainda , isso já estava me tirando do serio . Tentei falar com o diretor mas ele discordou , falei com os outros alunos que fariam a peça e todos gostaram de seus papeis . Bocós , isso sim que eles são . Gr que raiva , eu poderia simplesmente desistir de fazer parte dessa peça e esquecer tudo , mas eu não vou fazer isso por breves dois motivos . Primeiro e mais importante , eu esperei por essa peça o ano todo e todas as vezes que eu sempre pedia para atuarmos essa historia eu sempre levava um ''nao'' ou ate mesmo um ''quem sabe no final do semestre'' . E agora que consegui justamente o papel que eu queria , mesmo que a peça esteja modificada , não vou desistir assim tao fácil , vão ter que me aturar juntamente com as minhas reclamações . Segundo e não menos importante , é que agora vai ser um imenso prazer esfregar na cara do bastardo do Niall que eu posso ser a melhor atriz dessa peça , e derrotar ele diante a escola toda . Sai da escola bufando e trombei com uma garota que quase caiu no chão . 

Eu: perdão , eu estava destraida . 
Ela: não que isso , eu quem estava com pressa . 
Eu: precisa de ajuda ? - ela era bonita , ainda não entendi o porque de não ter me ignorado -
Ela: sim por favor , já estava ficando desorientada . - riu de leve - 
Eu: então , do que precisa ? 
Ela: primeiramente me chamo Laila , e você ? 
Eu: me chamo SeuNome .
Ela: estuda aqui ? 
Eu: sim . 
Ela: ah que ótimo , então sera que pode me ajudar a encontrar a secretaria ?
Eu: claro . Vamos . 

Ate que a Laila era simpática , concluindo que ela era a única garota bonita a falar comigo sem ser pra fazer alguma brincadeira estupida e sem graça como as outras metidas e esnobes fazem , mas ela é uma garota nova e não estuda aqui . Isso explica o fato de não me ignorar como se eu fosse uma ninguém , espera , eu sou uma ninguém no meio dessas pessoas . Chegamos na diretoria e ela agradeceu pela ajuda e entrou . Voltei a fazer o que eu faria  , que seria ir embora pra casa . Passei pelo outro corredor mais longo pra poder tomar agua antes , bom já que eu estava aqui dentro dando bobeira mesmo , passei pela biblioteca logo de uma vez e troquei meu livro . Estava indo embora entrando dentro do meu carro quando escuto aquela garota me chamar , me virei esperando ela vir ate mim . 

Laila: ai que bom que você esperou por mim , escuta SeuNome , sera que pode me dar uma carona ? Eu ainda não sei muito bem andar por aqui e gostaria muitíssimo de uma ajuda . 
Eu: claro , entra ai . 
Laila: obrigada mais uma vez . 
Eu: então , qual o endereço ?
Laila: esse aqui . - me entregou um papel -
Eu: vai estudar aqui ? - perguntei enquanto ia seguindo o caminho de casa , o endereço da Laila era na minha mesma rua -
Laila: sim , infelizmente . 
Eu: não diga assim , aqui é legal , exceto pelas pessoas idiotas . 
Laila: não é isso , é que não conheço quase ninguém então fico meio perdida . 
Eu: se quiser posso te ajudar .
Laila: serio ? - sorriu simpática - 
Eu: mas é claro , você parece ser uma pessoa legal . 
Laila: você também me parece ser bem gentil . 
Eu: obrigada , qual sua casa Laila ? 
Laila: aquele depois da amarela . 
Eu: é parece que seremos vizinhas Laila . 
Laila: não brinca ? Você mora aqui ?
Eu: bem na casa amarela . 
Laila: caramba isso vai ser demais , podemos ser amigas ? - encarei ela com os olhos arregalados - que foi ? não quer ser minha amiga ?
Eu: não é isso é que .. bom os meus únicos amigos são os livros e as vezes meu irmão . 
Laila: nunca teve uma amiga na vida ?
Eu: nunca . 
Laila: bom parece que isso vai mudar hoje mesmo , SeuNome você acaba de ganhar uma amiga . 
Eu: bom eu , não sei o que dizer ninguém nunca fala esse tipo de coisas pra mim . 
Laila: não diga nada , o que vai fazer hoje ?
Eu: o de sempre , ler , fazer os deveres , estudar , fazer o jantar pro mim e pro meu irmão ..
Laila: poxa faz isso todos os dias ?
Eu: é , com exceção de quando eu saio pra pensar um pouco sozinha ou ir no mercado e o colégio . 
Laila: caramba isso também acaba de mudar agora . Ta afim de ir la em casa hoje ?
Eu: fazer o que ?
Laila: sei la , assistir alguns filmes , coisas desse tipo . 
Eu: adoraria . 
Laila: ótimo , então te espero hoje a tarde , e mais uma vez valeu . 
Eu: por nada . 

Abri a garagem e guardei o carro , ainda esta incrédula com tudo o que havia acontecido . Pois é agora eu tenho uma amiga , e o mais incrível de tudo , ela é legal , bonita e simpática . E só pra constar , não me pareceu ter nenhum tipo de problema mental . Fico feliz por isso , só espero que essa amizade pelo menos dure , meu irmão vem dizendo a meses que eu preciso me enturmar mais e fazer algumas amizades . Entrei dentro de casa e fui direto pro meu quarto , a casa estava um silencio ótimo , o que não durou por muito tempo é claro . 

Brian: onde é que você estava ?
Eu: na escola Brian , onde mais eu estaria ?
Brian: sabe muito bem aonde você poderia estar . 
Eu: não Brian , eu não estava no cemitério , ate porque não esta a noite . 
Brian: acho bom mesmo , por que demorou tanto ?
Eu: e o interrogatorio começou , eu tava vindo embora quando trombei com uma garota , ela pediu ajuda e depois uma carona , nos tornamos amigas e ela me acha legal , ate que ela é simpática . 
Brian: gostei da pegadinha SeuNome . 
Eu: eu não to brincando , ela é nossa nova vizinha , mora aqui do lado . 
Brian: ta falando serio mesmo ?
Eu: não Brian , eu não manerei na erva então cai e bati com a cabeça . - meu irmão é realmente muito idiota , é nessas horas que eu adoro zoar com a cara dele - 
Brian: não brinca com essas coisas e também não precisava ser grossa . 
Eu: poxa Brian como você é chato , sera que da pra parar com a chatisse um pouco ?
Brian: não , você é minha irma é meu dever ser chato com você . 
Eu: eu não mereço isso Deus , juro que não mereço . 
Brian: então , ela é bonitinha pelo menos ?
Eu: que atrevimento meu santo amado , sim ela é bem bonita . 
Brian: entendi .. quando quiser trazer ela aqui pra ver se eu aprovo essa amizade , pode trazer.
Eu: você não tem que aprovar a minha amizade com ela , eu sei muito bem com quem eu devo ou não andar . Vou na casa dela essa tarde . 
Brian: nossa garota também não precisava ser grossa . 
Eu: precisava sim , e agora se puder me dar licencia eu preciso tomar banho pra descer pra almoçar porque eu to morta de fome . 
Brian: ah boa sorte , vai ter que fazer então porque eu to vazando já e não deu tempo de cozinhar nada , tem dinheiro no pote em cima da geladeira . 
Eu: não valeu minha mesada ta inteira ainda . 
Brian: logico , você nunca gasta com nada . 
Eu: porque não tem motivos pra gastar , então eu guardo . 
Brian: ta legal , to indo já se precisar de qualquer coisa me liga . 
Eu: ok pode deixar . Agora se manda . 

Empurrei ele e fechei a porta indo direto pro banheiro tomar um banho rápido . Sai do banho e vesti um simples moletom , fui ate a cozinha e peguei o dinheiro no pote indo comprar algo em uma padaria , meu estomago implora por nem que seja um pedaço de bolo qualquer e não vai dar tempo de preparar nada antes da morte . Dramática nunca , por isso sou uma boa atriz e vou detonar como Melissa na peça , chupa Horan . Ai credo , eu nem deveria ficar perdendo meu tempo pensando nesse garoto . Entrei dentro de um Starbucks que ficava perto de casa , fiz meu pedido e voltei logo pra casa pra comer por la . Quando cheguei notei que tinha alguem parado no portão da minha casa , andei mais rápido e fui ate la ver quem era e do que precisava . 







Pessoal , aqui esta mais um capitulo , Tentei fazer ele um pouco maior mais o tempo esta um pouco curto então não sei se esta muito bom , por favor COMENTEM o que estão achando da fic e dêem opiniões  , tudo é bem vindo . Obrigada por lerem , by . 
(caso queiram visitar ou dar uma olhada no meu blog , aqui esta o link basta clicar --> Sonho de Directioner



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A Walk to Remember - Capitulo 03




SeuNome Moore P.O.V'S

Eu: não , isso só pode ser gozação . Por favor me diz que não deu o papel que eu estou pensando que deu a ele senhorita Jesse . - já temia pela resposta -

Jesse: sinto muito SeuNome , mas ele se encaixa perfeitamente no papel de Derek Roller , enquanto você no da Melissa Potter . 

Eu: não , eu me recuso a ter que representar uma judia apaixonada por um troglodita como ele , esse garoto mal sabe o significado da palavra amor quem dirá representar um poeta apaixonado . 

Jesse: acontece que .. eu resolvi mudar algumas coisinhas na peça . 

Eu: espera , mudar como ? o que quis dizer com isso ?

Jesse: Derek Roller sera um poeta escondido da mídia , cujo desejos por uma dama ultrapassa o limite do possível , ele é dono de um bar que nas noites também serve como uma casa de show para mulheres da vida - sabemos o que ela quis dizer com ''mulheres da vida'' , esse tipo de mulher que se deita com qualquer um - e em uma noite teve um sonho com a bela dama , eles por um acaso se encontram no bar e ela canta a musica do primeiro encontro dos dois nos sonhos . 

Marien: então esta querendo dizer que os dois se encontram nos sonhos como naquele livro que nos fez ler semana passada ?

Jesse: exatamente Marien , ate porque não seria uma peça teatral originalmente da nossa escola se não mudássemos um pouco . 

Eu: não podem fazer isso , a peça é um clássico . Não podem simplesmente mudar o roteiro , as falas , os figurinos , a historia . 

Niall: sera que vocês estão se esquecendo de uma coisinha ? 

Jesse: e o que seria senhor Horan ?

NIall: eu não vou fazer esse papel ridículo , não mesmo . Porque não resolve me dar um papel mais simples como , o cara que não tem falas e nem precisa aparecer em cenas na peça ?

Jesse: porque você se encaixa no papel de um poeta escondido e apaixonadamente rebelde por uma judia do interior da cidade . 

Eu: vocês estão ficando loucos , estão todos loucos . O Horan nem em um milhão de anos conseguiria fazer esse papel . 

Naill: duvida da minha capacidade branquinha ? - me encarou - 

Eu: que capacidade ? - o provoquei - 

Niall: senhorita Jesse , você acaba de conseguir o seu Derek Roller . - dessa vez foi a vez dele me provocar - 

Eu: você .. você não pode aceitar . 

Niall: foi você quem me provocou duvidando da minha capacidade , e agora eu vou provar que consigo ser o melhor . - pegou os papeis com o roteiro e saiu da sala de teatro - 

Eu: não deveria ter mechido nessa peça dessa maneira senhorita Jesse , isso foi um grande erro . - peguei minhas coisas e sai dali - 

Realmente eu não consigo acreditar que aquele pateta vai fazer o papel do Derek Roller , e pior que isso é ter que ser a Melissa Potter , uma judia apaixonada . A senhorita Jesse não deveria ter mechido na peça dessa maneira , um clássico é um clássico , não se meche e não se modifica ele . Mas isso vai ter volta , ah se vai . 



------------------------------------------------------------------------------------------------------------



segunda-feira, 11 de novembro de 2013

A Walk to Remember - Capitulo 02


'Castigo'
Niall Horan P.O.V'S
Acordei com a cabeça explodindo de dor . Conseguia me lembrar muito bem da noite passada , e que noite . Ontem eu e os caras invadimos um deposito de areia , foi muito da hora . A adrenalina e o sangue subiu nas minhas veias quando os policiais surgiram do nada e começaram a nos perseguir . Eu bati o carro , pra variar de novo . A dona Maura vai pirar quando ver aquele cabaço do que sobrou do carro na garagem . Sorte que sei onde fica as chaves do carro do meu pai , ou então eu estava literalmente fodido , porque de carona nem pagando que eu iria pra escola . Tomei um banho e escovei meus dentes , vi que a minha cara tava horrível no reflexo do espelho . Coloquei meus óculos pretos pra tentar desfarsar a cara de bunda que eu estava . A Jaeny , uma menina que eu nem conhecia ate ontem , tinha deixado varias marcas roxas no meu pescoço e alguns arranhões nas minhas costas . Que mulher , meu Deus . Aquilo era um furacão da agilidade , o pecado mortal para qualquer homem . Ela tinha uns vinte anos , era meio burrinha e fácil de levar no papo mais valeu a pena . Fui ate a cozinha e tomei um cafe para ver se melhorava um pouco a dor de cabeça , ou o meu figado iria a falência de tanto remédio que eu já tomei . Terminei meu cafe e peguei as chaves do carro do meu pai indo ate a porta , mas era de se esperar que a dona Maura iria me parar pra começar a dar a palestra dela de sempre . 

Maura: Niall , sera que você pode me dizer aonde estava na noite passada ? 
Eu: relaxa mãe , eu tava por ai com os meninos . 
Maura: relaxar? Como você sai e nem se quer atende os meus telefonemas ?
Eu: mãe fica de boa , você sabe que não aconteceu nada de mais . Eu to aqui não to ? 
Maura: Niall por favor pare de se meter em confusões , eu já estou de saco cheio disso . E que marcas são essas no seu pescoço ? - disse arregalando os olhos quando viu as marcas -
Eu: nada de mais , agora não enxe que eu tenho aula . 
Maura: por que vai com o carro do seu pai ? - notou as chaves dele nas minhas  mãos -
Eu: por nada , sem interrogatorios . Eu amo você . 

Disse cortando ela antes que percebesse o estado do meu carro na garagem e sai porta a fora com certa pressa . Os caras devem estar me esperando pra saber como escapei na noite passada , nos separamos quando eu arranquei com o pneu do carro cirando a esquina . Cheguei na entrada da escola e eles estavam todos la rindo de algo que eu não entendi , fui ate eles e notei que a menina de ontem estava sentada no colo do Harry , essa vagabunda não vale nada mesmo . Mas não me importo , ela não é assim boa de cama quanto eu pensei que fosse . 

Eu: eai cara . - fiz um toca com eles - 
Liam: conseguiu mesmo escapar de ontem ?
Eu: foi moleza , aqueles guardinhas nunca que iria conseguir me pegar . 
Zayn: e por que você veio no carro do patrão la ?
Eu: eu bati com o carro naquela rotatória . 
Harry: de novo ? 
Eu: pois é e o carro ficou um lixo , dessa vez acho que vai demorar um pouco pra consertar . 
Louis: depois da aula se quiser eu posso ir pra sua casa tentar te ajudar . 
Harry: hmmm o Louis quer ir na casa do Niall dar uma ajudinha pra ele . 
Eu: ai , vão se fuder vocês todos . 
Liam: nossa gente ele ficou bravinho . 
Zayn: ai gente , aquela ali não é a virgem apavorada do clube de física ?
Eu: aquela garota não sabe mesmo se vestir . 
Harry: eu acho que ela tem um corpo de deusa judia , mas por baixo de tanto pano não da nem pra imaginar ela nua . 
Eu: pois é . 
Zayn: la vem ela com aquele suéter da década de oitenta . 
Eu: Ai branquela , gostei do suéter . - disse gozando da cara dela que nem notou , ela é muito inocente para ver malicia nas coisas - 
Eu: obrigada . - a podre menina inocente acreditou mesmo que eu tivesse elogiando aquela roupa de funeral -
Zayn: e onde você conseguiu isso ? Em algum museu da década passada ? - todos começaram a rir da cara que ela fez quando viu que era só uma piadinha -
Ela: um dos maiores pecados imperdoáveis do ser humano é tentar ser a perfeição , ninguém é perfeito .
Harry: é vai dizer isso pro seus amiguinhos do clube de física . 
Ela: não vou perder meu tempo com vocês patetas , pessoas morrem e nascem enquanto vocês perdem o tempo da vida coçando o saco . - ela não sabe mesmo responder a altura de qualquer um de nos - 

Ela saiu toda bravinha e irritada indo para dentro do colégio e eu e os meninos decidimos fazer o mesmo já que estava quase começando a aula , era de Arte Teatral para variar e aquela professora baixinha e peitudo não parava de falar um segundo sobre uma peça de teatro que iria ter na escola e que quem participasse ganharia pontos estras na matéria dela , tudo bem que eu preciso de pontos pra passar mas também não sou babaca o suficiente pra pagar mico deante a escola inteira nessa peça ridícula . O diretor entrou dentro da sala com uma cara de merda incrível que só ele consegue ter todos os dias , parou em frente a professora que me chamou . 

Professora: Niall ? O diretor quer dar uma palavrinha com você na sala dele . Sera que pode se levantar ?
Eu: não sei não acho que to um pouco cansado . - disse tirando onda com a cara dela -
Diretor: Horan levanta dessa cadeira que eu to te esperando na minha sala em cinco minutos , não em faça perder a paciência com você . 
Harry: mas do que ele já esta pilhado hoje acho impossível . - ele tentou falar baixo mas o idiota não se saiu muito bem -
Diretor: pensando bem eu quero todos vocês na minha sala , mas de primeira eu quero falar com o Horan , cinco minutos . - ele disse olhando pra mim querando me intimidar , esse viadinho nunca vai conseguir isso , levantei da cadeira bufando e fui ate a sala dele , me sentei e ele começou a dar a palestra de sempre e eu já imaginava o motivo quando ele colocou seis garrafas de cerveja em cima da mesa -
Eu: eai tudo em cima ? - mudei um pouco o humor , se a Maura fosse chamada novamente aqui ela ia ter um treco de tanto falar - 
Diretor: não se faça de desentendido senhor Horan , eu não vou tolerar mais esse tipo de comportamento no meu colégio , não mais . 
Eu: o que foi vai me expulsar ? - disse como se fosse obvio -
Diretor: não , isso seria muito fácil pra você . Vou te castigar , mas sera um castigo em dobro pra você aprender a nunca mais se meter comigo de novo . Bebidas alcolicas são completamente proibidas e você sabe das nossas regras . 
Eu: sabe que eu não me importo com isso ano é mesmo ?
Diretor: duas semanas limpando o patio da escola e o laboratório depois que o clube de astronomia terminar as pesquisas , participara da orientação nos sábados com a turma de matemática para crianças carentes . 
Eu: já terminou ?
Diretor: não , esqueci da ultima e mais importante . 
Eu: e o que seria ? Pentear esse seu cabelinho ?
Diretor: participara da peça de teatro da senhorita Jesse , e vai aceitar o papel que ela escolher pra você sem reclamar . 
Eu: O QUE ? A qual é já é muita humilhação ter que ficar limpando a sujeita dos outros mas participar dessa merda já é demais , sabia que a escola inteira vai estar la ?
Diretor: eu sei exatamente quem vai estar la . Os ensaios começam hoje mesmo . Pode sair . 

Sai bufando daquela sala e bati a porta , não suporto a cara daquele diretor mau encarado . Eu sei que as vezes ultrapasso um pouquinho as regras , tudo bem quase sempre mas isso não é motivo para ele me humilhar na frente da escola inteira como se eu fosse um troglodita que nem ele . Mas antes isso do que ser expulso , a minha mãe surtaria . Peguei minhas coisas e fui pra sala de teatro aonde a turma que iria participar já estava toda la , entrei na sala com o meu humor de sempre . 

Eu: eai fracassados . - passei pela professora e me sentei , todos me encaravam encredulos , menos a branquinha chata que eu já poderia imagina o que ela iria falar . 
Ela: você por aqui Horan ? Perdeu o rumo do bar depois de enxer a cara ? 

Se bem que pra uma virgem indefesa ela manda bem na audácia , ela parece ser gatinha . Pelo menos o rosto dela é muito bonito e angelical já que com o cabelo preso e aquele tanto de pano cobrindo o corpo não da pra se ver muita coisa . Mas pensando por um lado ela parece ser atraente com esse jeito marrentinha . 


SeuNome Moore P.O.V'S


A bibliotecaria havia adorado o meu projeto e isso me deu pontos extras em literatura . Quando eu estava na sala aquele garoto irritante foi chamado pra diretoria , eu já imaginava o motivo . Ontem a tarde quando estava saindo do laboratório o diretor achou seis garrafas de cerveja vazias no armário dele . Ele me questionou e perguntou se eu sabia de algo mas eu claro neguei como sempre , eu vi ele colocando aquelas garrafas , eu vi ele beber , vi ele colocar cerveja no copo de algumas vadias que se ofereciam pra ele . Mas preferi ficar na minha como de costume , não goste de me meter nisso tudo . A professora chamou todos que iriam participar da peça para o palco e nos sentamos em cadeiras em circulo , os outros ficaram nos bancos da plateia apenas observando . Na verdade estavam todos completamente desinteressados no que a senhorita Jesse falava , eles mexiam nos celulares , alguns cochilavam e outros já tinham conseguido fugir dali sem serem notados . Aquele par de olhos azuis irritantes entrou dentro da sala com aquele olhar como se ele fosse intimidador e se sentou na cadeira com o humor horrível de sempre e a cara amarrada . 

Niall: eai fracassados . - ele poderia ate ter intimidado todos que estavam ali , menos eu . -
Eu:  você por aqui Horan ? Perdeu o rumo do bar depois de enxer a cara ? - me referi as garrafas de cerveja que foram encontradas no armário dele - 

Ele começou a ficar com o olhar fixo em mim e aquilo estava me assustando , ele parecia meio aério ate que a professora nos chamou pedindo um pouco de atenção . 

Professora: agora eu vu entregar os roteiros e dar o papel de cada um de vocês .

Ela me entregou o meu e eu mau podia acreditar que eu havia conseguido o papel que queria tanto , o papel principal . Olhei para todos sorrindo e o Niall estava com uma cara pior ainda , parecia não acreditar em alguma coisa ate que a professora perguntou se ele estava bem e ele resolveu dizer alguma coisa depois de tanto tempo em silencio . 

Niall: eu não acredito , não vou dar um de romeu babaca com esse papel . - merda , já poderia imaginar o papel que ele havia ganhado , e agora o meu sorriso se desmanchou completamente e meu humor foi tomado pelo tédio - 





domingo, 10 de novembro de 2013

A Walk to Remember - Sinopse e Capitulos

* Sinopse *



Por - Isadora Maia 

- A menina que nunca crescia por conta do irmão que a tentava proteger dos perigos da vida , das dores e de pessoas ruins que a pudessem fazer algum mal . Pior que descobrir amar alguem que nunca julgou amar , seria descobrir que estaria prestes a morrer .

'Ele prometeu não se apaixonar , ela prometeu amar a Deus e seu irmão apenas , ele achava ridículo o modo que ela se vestia , ela ignorava o modo que ele a tratava , ele não acreditava em nenhuma de suas crenças , e ela seria sua salvação '



***

* Descrição *

Nome da fanfic: A Walk to Remember 
Autora: Isadora Maia
Categoria: One Direction , Justin Bieber 
Gênero: Romance , Drama , Tragedia 
Inspirado em: O Filme - Um Amor Para Recordar 
Avisos: Linguagem Impropria , violência , tragedia
Classificação: 14+
Personagens: Aqui


A Walk To Remember - Capitulo 01


'Ele não me entende'

SeuNome Moore P.O.V'S

Pouco sol , faiscas minusculas e penetrantes incrivelmente encantadoras . O céu e seus mistérios , queira eu muito um dia conhecer cada estrela , presenciar uma descoberta medica e testemunhar um milagre . Cada detalhe que se passa por minhas vistas me deixa cada vez mais encantada . O modo como a natureza é pura e incomparavel a qualquer obra do homem . Sentir o cheiro das flores entrar e sair dos meus pulmões , o cheiro de jasmim e outras diversas rosas desconhecidas de meus olhos e do meu saber . Abri meus olhos e notei que já havia realmente amanhecido , decidi voltar para casa antes que meu irmão acordasse e descobrisse que não estou no meu quarto . Me levantei rapidamente quando olhei no relógio e vi que já passava das seis da manha . Me apressei o máximo que pude , peguei meu telescópio pequeno e simples que tenho desde os quatro anos , guardei tudo com muito cuidado dentro da mochila , fechei o portão e me despedi mentalmente daquele lugar calmo que costumo visitar desde a tragedia imperdoável . Comecei a andar pelas ruas que agora se encontravam calmas e tranquilas . Pouca movimentaçao e poucas pessoas , o ar estava bastante humido e pesado , indicis de que poderá chover novamente por volta da tarde como de costume . Cheguei na casa nada extravagante e pouco notável no fim da rua , minha casa , meu doce lar . Coloquei a chave e girei a maçaneta com bastante cuidado para não acordar o Brian , meu irmão mais velho . Me virei entrando dentro de casa fechando a porta com calma para não fazer aquele barulho irritante que a porta costuma fazer , o que facilita para o Brian me pegar em flagrante como já aconteceu umas doze vezes . Subi as escadas pé por pé , entrei no meu quarto e dei um suspiro baixo por conseguir desta vez escapar . Por conta das janelas estarem fechados com curtinas escuras o quarto estava um breu . Acendi a luz e dei um grito me assustando com o Brian sentado na minha cama com uma cara nada boa me encarando a espera de uma explicação . Aquele silencio e aqueles olhares de ''eu sei aonde você estava'' e ''eu exijo uma explicaçao'' já estavam me matando então resolvi quebrar o gelo de uma vez . 

Eu: Brian , eu posso explicar . - aquele olhar de decepção era de cortar o coração -
Brian: não , você não pode . 
Eu: Brian por favor eu só .. 
Brian: Não ! SeuNome eu já não aguento mais ter que conviver com isso . 
Eu: eu juro que não faço por mal , ajo por impulso mas depois eu me arrependo você sabe disso . 
Brian: é sempre a mesma coisa não é SeuNome ? As vezes eu tento compreender você mas acho impossível , a sua mente é como um cofre sem chave ou senha , completamente inquebrável . Não consigo entender o que se passa na sua cabeça pra você ficar indo naquele lugar . 
Eu: Brian , por favor tenta me entender . 
Brian: eu tento SeuApelido , eu tento . Mas você também precisa entender que sair de madrugada para ir a um cemitério e ficar sentada naquele lugar vendo as horas passarem não é muito de se compreender aos olhos de qualquer outra pessoa . 
Eu: você não entende , eu sei . Mas eu mesmo assim tento dizer todos os dias , eu me sinto bem naquele lugar . Eu me sinto perto dela , me sinto perto de Deus . 
Brian: não precisa ir em um cemitério e ficar la para pensar na Julianne ou em Deus , você sabe que ela não queria partir , esse não eram os planos para a nossa família . 
Eu: Brian me perdoa , eu não fiz por mau , juro que não fiz . - algumas lagrimas começaram a rolar pelo meu rosto e ele se aproximou mais um pouco tentanto em confortar -
Brian: você precisar entender que ela partiu , ela se foi . SeuNome ela não esta no céu , ela não esta nas estrelas , ela morreu . O único lugar que ela esta é em baixo da terra . - esqueci de mencionar que o meu irmão não acredita em Deus ou em reencarnação , alma , espirito , qualquer tipo de relação que tenha com alguem que já morreu se comunicar -
Eu: não , eu me recuso a acreditar em você . Ela esta com Deus , ela ora por nos . 
Brian: para com esse papo porque você sabe muito bem que eu não acredito nessas suas crenças de maluca , eu respeito sua opinião , mas não tente me fazer acreditar em uma coisa que não existe . - teimoso -
Eu: eu também não vou forçar nada , você crê naquilo que vê , mas você também não abre o coração para enxergar a paz . 
Brian: tudo bem já chega desse papo . SeuNome me prometa uma coisa , me prometa que não vai mais vagar por aquele lugar ou passar noites olhando as estrelas por la . 
Eu: não posso , eu não posso fazer uma promessa que sei que não vou poder cumprir . - eu em negava a ter que aceitar a não voltar la mais , tenho meus motivos -
Brian: o único jeito que eu ainda vejo a Julianne , é em você . A teimosia e o modo como sempre queria estar certa , é ai que vejo que uma parte dela ainda não partiu . 
Eu: ela nunca partiu . 
Brian: chega , não quero mais tocar nesse assunto com você . Espero que esta seja a ultima vez que você tenha ido naquele lugar . Agora se arruma que hoje você tem escola . - saiu do quarto sem olhar nos meus olhos e fechou a porta com grosseiria -

Meu irmão , sempre cabeça dura . Desde que Julianne morreu , minha mãe , ele se recusa a acreditar em qualquer ligação que ela ainda tenha conosco . O Brian sempre nunca foi de acreditar em quase nada desse tipo de coisa mas depois que ela se foi , ele ficou ainda mais fechado , ele se recusa completamente a crer em qualquer tipo de coisa relacionada a Deus , vida apos a morte , ele nem se quer acredita que quando morremos alguns de nos vamos para um lugar melhor ao lado de Deus . Eu nunca fui muito religiosa mas a minha mãe quando viva tinha seus costumes e suas crenssas . Todas as quartas ela fazia um tipo de culto em casa , era uma oração muito bonita que ela sabia desde pequena , apenas ela sabia rezar daquela maneira . A fé dela era inabalável , o modo que ela orava era incrível . Ate mesmo o Brian participava quando ela insistia . Eramos a família toda , eu , Julianne , Brian e Jeremy . Jeremy é o nosso pai , a situação nesta casa nunca ficou estável desde que ela partiu . O Jeremy surtou , ele disse que nunca conseguiria passar um dia da vida dele tendo que olhar nos meus olhos e nos olhos do Brian , porque ele dizia que eramos como uma lembrança que ela resolveu deixar para ele sempre se recordar dela . As vezes eu fico imaginando , aonde sera que esta o meu pai como também penso aonde esta a minha mãe . Talvez ele tenha encontrado outra mulher e ela encontrado a luz . Costumo muito ir ao cemitério em algumas noites que em sinto sozinha ou que ano consigo dormir e meus pensamentos começam a se espalhar e não me deixam em paz . Eu me sinto em panico , em perigo . Fecho meus olhos e imagino Julianne com aquele olhar confortante tentando me acalmar em seus braços , meu irmão acha que isso não é muito normal e então eu vou para o cemitério . Aonde eu sei que ninguém pode me incomodar ou me julgar . O lugar aonde imagino um dia , rever Julianne . Acho que chega de pensamentos para um dia só , ainda tenho muitas coisas pra fazer hoje . Arrumei minhas coisas e tomei um banho rápido me vestindo com qualquer roupa simples que achei no meu .. digamos que armário especial . Peguei o restante dos meus livros e meus óculos e desci as escadas correndo pois já deveria estar atrasada como era de se esperar . Cheguei na cozinha e o Brian estava escorado na pia de costas olhando a vista pela janela , a cara dele não era nada boa . Me sentei na mesa e tomei um pouco de cafe , quando comecei a comer o rabugento começou a reclamar . 

Brian: vamos SeuNome , já esta na hora e você já enrolou de mais pro meu gosto . - cara amarrada pior impossível - 
Eu: Brian espera eu terminar . 
Brian: não , se você não tivesse ido pra aquele lugar você não teria se atrasado , agora pega suas coisas e vamos pra escola . - irritante e cabeça oca , desconfio que em baixo daquele cabelo só tenha merda - 
Eu: nossa como você ta chatinho hoje . - disse fazendo uma careta e ele me olhou torto - 
Brian: baixa a guarda ai e vamos logo que eu to com pressa . 
Eu: tudo bem , eu desisto . Eu vou no meu carro . 
Brian: você não vai andar naquela lata velha que a Julianne deixou na garagem mofando . 
Eu: vou sim e você não vai me impedir . 
Brian: quer saber já chega , se quer ir pra escola naquele pedaço de merda vai , mas se chegar em casa com crise de TPM porque todo mundo tirou onda coma tua cara não vem reclamar me enxendo o saco . - como sempre meu irmão é o amor puro em pessoa - 
Eu: pode deixar que eu nem sei se volto pra casa hoje . 
Brian: ah mas você volta sim , nem que eu mande aquela lata velha pro ferro velho e arrasto você pelos cabelos ate aqui em casa . 
Eu: Brian cala a boca , para de implicar comigo . 
Brian: olha eu já estou atrasado então se quer ir naquele lixo fique avontade . 

Ele pegou as chaves em cima da mesa e saiu batendo a porta . Grosso! Odeio esse jeito marrento dele querendo em intimidar , comigo não rola irmãozinho , não mais . Peguei a chave do meu carro e fui de vagar para a escola . Ele não era la aquele carro daqueles tipos foda que se usam hoje em dia , era um carro bem simples afinal quem deixou ele foi a Julianne , eu tenho um grande afeto por essa maquina . Aprendi a dirigir com ele e acho ele um ótimo carro , nenhum defeito a não ser o visual naos noventa que ele não esconde nem pintando . Cheguei na escola e estacionei o carro em qualquer vaga , peguei meu trabalho de literatura em cima do banco de trás , é um projeto incrível que eu fiz para a biblioteca este semestre e acho que a bibliotecaria vai amar . Para segurar aquele tanto de tralha era muito difícil , eu tinha que em equilibrar bem para não deixar nada cair . Fechei o carro e fui andando pelo patio passando por varias pessoas que em olhavam como sempre . Eu já não fico mais intimidada com o modo que eles me olham ou pelo modo que me visto , eu em sinto bem do jeito que estou e é isso que importa . Me visto como a minha mãe se vestia , saias um pouco acima da cintura que vai ate os joelhos e blusas com mangas compridas . Eu não preciso sair por ai mostrando o meu corpo , ate porque eu acho que ele não é muito bonito . Amigos ? somente os nerds do clube de física e astronomia da escola . Passei por aquele bando de retardados que pareciam cochichar algo no ouvido enquanto davam risada de mim , babacas. Aqueles garotos que se acham fodas com aquele visual moderno e cabelos bem cortados . Meninas oferecidas que andam por ai com a metade dos seis quase saltando do sutiã e dizendo ''bom dia , sou uma vadia'' pra você . Enquanto passava aquele loiro irritante que sempre implica comigo resolveu fazer uma gracinha para todos rirem . 

Loirinho: Ai branquela , gostei do suéter . - disse ele se referindo a roupa que eu usava que era da minha mãe -
Eu: obrigada . - disse lisonjeada - 
Moreno: e onde você conseguiu isso ? Em algum museu da década passada ? - todos começaram a rir mas eu não vi graça nenhuma do que saiu da boca daquele projeto de topete torto - 
Eu: um dos maiores pecados imperdoáveis do ser humano é tentar ser a perfeição , ninguém é perfeito .
Cachinhos: é vai dizer isso pro seus amiguinhos do clube de física . 
Eu: não vou perder meu tempo com vocês patetas , pessoas morrem e nascem enquanto vocês perdem o tempo da vida coçando o saco . - tentei responder a altura mas eu nunca sou muito boa em respostas diretas assim como eles , preferi me retirar enquanto eles não paravam de rir da tremenda merda que eu havia acabado de dizer -

SeuNome sua tonta aonde você estava com a cabeça pra falar aquilo ? Eu devo ter problemas mesmo , só pode . 

-----------------------------------------------------------------
Heey pessoal , prazer eu sou a Isadora e agora vou postar aqui no blog das meninas mais divas que eu já conheci . Então , espero que gostem e aceito opiniões nos comentários .


A Walk To Remember - Personagens


* Personagens * 


SeuNome Candice Moore - 

Uma garota que já sofreu muito , e agora , vive praticamente na sombra de seu irmão mais velho Justin , o responsável por ela já que por não ter seus pais e ele ser de maior . Tem pouquíssimas pessoas com quem pode conversar e se sente indiferente no meio de todos a sua volta . Costuma ir a lugares estranhos para se acalmar . Talvez um grande amor pelo garoto mais idiota da escola possa rolar e salva-la de seu pesadelo de vida real .







Brian Drew Moore -

Irmão de SeuNome , faz de tudo para que ela se esqueça de seus problemas pessoais , mas não a compreende totalmente . Muito ciumento e protetor, Brian não é muito de dizer o que sente mas talvez uma garota entre em sua vida e o faça viver novamente o que ele não vivia a um bom tempo , o amor . 








Laila Meyers - 

Uma garota que não se importa nem um pouco com o que os outros vão pensar sobre o que ela faz ou diz . Odeia falsidade e pessoas que fazem os outros se sentirem inferiores . Vai conhecer SeuNome e de la pode se surgir uma grande amizade e quem sabe ate um amor por outro alguem que tem muito o que aprender com ela assim como ela com ele . 






Niall Horan - 

O loiro não se importa com absolutamente nada . Só pensa em curtir a vida enquanto é tempo , as vezes é muito grosso e sem educação , mas isso é apenas fruto de um coração machucado . Vai conhecer alguem que vai mudar sua vida de cabeça pra baixo e vai faze-lo voltar aos eixos de sua vida . Ela vai ensinar a ele o que é a maior dadiva da vida , amar . 






Liam Payne - 

Vive a vida exatamente como Niall , vai ajudar o amigo a superar alguns erros e tentar seguir em frente depois de um terrível coração partido . Apesar da casca grossa assim como os outros quatro , é muito gentil e dócil com todos . Serve muito para dar ótimos conselhos sempre que as pessoas precisam . 










Louis Tomlinson - 

Fofo e atencioso , sempre foi apaixonado pela irma da Laila mas nunca admitiu , talvez seja por isso que ela tenha partido para nunca mais voltar . Mas talvez esse 'nunca' não dure por muito tempo assim , porque quando é pra ser , não há nada que possam fazer para acabar com um amor tao grande que estava quase escrito nas estrelas . 







Zayn Malik - 

Teve que perder pra dar valor assim como Louis , mas a historia se diferencia um pouco pois ele humilhou a garota na frente de todos quando estava bêbado em uma noite com Niall e os garotos na boate. Ela foi embora juntamente com a irma de Laila e pode ate não voltar , mas sera que ele vai atrás desse amor épico ? 








Harry Styles - 

Acaba se apaixonando pela historia de vida de uma garota que ele nem notava que existia . Mas na verdade , ele já sabia bem no fundo que isso aconteceria . Meigo e educado , faz muitas palhaçadas e brincadeiras . Esta sempre de bom humor . 












***
Obs: Mais personagens podem surgir no decorrer da historia , como as garotas que os meninos se apaixonam .